Inovação

Paleteria, brigaderia… Aproveite bem as modas gastronômicas com 5 dicas

brigaderia-moda-gastronomica-fispal-food-service

Hambúrguer gourmet, paleteria, poke havaiano, brownie, churros gourmets, fondue de coxinha… A lista de modas gastronômicas que vêm surgindo ao longo dos tempos por aqui realmente é extensa. Mas será que elas representam de fato boas oportunidades de negócio para proprietários de restaurantes, bares e lanchonetes?

Para nos dar uma luz sobre esse tema, contamos com a ajuda de Ana Vecchi, sócia-diretora da Vecchi Ancona – Inteligência Estratégica, que presta consultoria com mais de 20 anos de experiência em gestão de empresas no varejo, no setor de franchising e na indústria.

Avaliando o momento certo

Por mais difícil que pareça, o empresário do setor precisa avaliar se a moda gastronômica do momento é apenas uma onda passageira ou se é uma tendência que veio para ficar, ao menos por um tempo, representando boas oportunidades de negócio.

“Uma coisa é onda, modismo e, outra, são as tendências. Dentro da proposta/conceito que o estabelecimento tem no todo, há de se considerar o que pode ser agregado ao cardápio como novidade ou promoção, testar e ver se incorpora, ou não”.

A consultora também alerta que o ideal é que a escolha da moda gastronômica seja feita de acordo com o que o local oferece.

“As ondas gastronômicas têm que estar alinhadas a esta proposta macro. Não podem ser dissonantes, pois vão chocar e possivelmente afastar clientes. Dentro de um mesmo contexto, vale tudo. É bom sempre experimentar coisas novas e sentir como o público reage. Estudar o CMV (Custo de Mercadoria Vendida) destas novidades, avaliar os indicadores e decidir se vale continuar ou se foi apenas mais uma onda”, explica.

Estabelecimentos de um único produto: atenção especial

Segundo a consultora, a hora de embarcar num modelo de negócio da moda faz toda a diferença. Afinal, os precursores, aqueles que ditam tendências, pagam preços mais altos no sentido de mudar o comportamento do consumidor, ensinando-o e mostrando como funcionam suas propostas, como foi o caso dos frozen yogurts, das paleterias, das brownerias, etc.

Mas é preciso ter muito cuidado antes de montar um empreendimento gastronômico especialista em um só prato ou produto, como afirma Ana:

“Há de se fazer um plano de negócios para definir o conceito de negócio, avaliar investimentos, equipamentos, fornecedores, matérias primas e shelf lives, além de logística, embalagens, precificação, comunicação, etc. Planejamento é a palavra! ”

Dicas para aproveitar as oportunidades de negócio das modas gastronômicas

Confira algumas dicas para aproveitar as oportunidades de negócio das modas gastronômicas e não deixar o empreendimento perder fôlego, caso elas passem:

  1. Evite colocar um nome muito específico relacionado ao produto. Exemplos: Paleteria X, Browneria Y, etc. Se for preciso reinventar o negócio e colocar outros produtos correlatos, fica difícil mexer na cabeça do consumidor.
  2. Recrie o negócio com um novo cardápio, lançamentos, promoções, portais de compras coletivas e estimule o aumento do fluxo de clientes e do volume de vendas.
  3. Crie uma nova comunicação com o público.
  4. Mude radicalmente, se for preciso.
  5. Fique atento aos sinais de que a moda gastronômica está passando, tais como a diminuição de clientes, de vendas e pouco ou nenhum retorno das ações que antes davam certo.

Oportunidades de negócio aparecem onde menos se espera. Então, a dica final é essa: os empreendedores precisam sempre ficar de olho nas tendências e nunca deixar de se planejar e criar metas de crescimento – seja incluindo novos produtos no cardápio ou excluindo pratos que não estejam dando certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *