Inovação, Marketing

Amplie seu cardápio com a venda de chás

Servir chás certamente é um diferencial em estabelecimentos food service. Afinal de contas, esse mercado vem crescendo a cada dia no Brasil junto a um público que cada vez mais busca por hábitos de consumo mais saudáveis.

Porém, a grande diversidade de chás encontrados atualmente pode confundir os proprietários de estabelecimentos que servem ou que desejam oferecer essa bebida em seu cardápio ou como forma de cortesia aos seus clientes. Entenda melhor como preparar, servir e escolher os sabores de acordo com a temperatura e diversifique o cardápio do seu estabelecimento.

Qual a forma correta de servir chá?

Os chás de qualidade são sempre vendidos em “folhas soltas”; por conta disso, é preciso de utensílios adequados ao preparo e serviço. Não há uma regra única, mas aqui estão algumas possibilidades:

  • Colocar as folhas no bule, derramar a água aquecida e esperar o tempo de infusão. Servir cada xícara derramando o chá sobre uma peneira fina;
  • Usar um infusor para conter as folhas dentro do bule. Proceder da mesma forma, porém, ao atingir o tempo ideal, apenas tirar o infusor. Aqui é relevante usar um infusor que comporte, no mínimo, quatro vezes o volume das folhas secas, que aumentam significativamente de volume quando hidratadas. A vantagem do infusor é preparar uma quantidade maior de chá, que pode ser servida aos poucos, já que as folhas não estão mais em contato com a água.

E qual é a temperatura ideal para cada tipo de chá?

Segundo Ana Spengler, professora de culinária e harmonização com chá, no Instituto Chá, cada tipo de chá deve ser preparado a uma temperatura ideal, que ressalte seus aromas e sabores mais delicados e não realce eventuais notas de amargos e adstringência. “Outro ponto muito relevante é o tempo de infusão, que, assim como a temperatura, irá interferir diretamente no sabor extraído das folhas”, diz.

Eis uma sugestão de tempos e temperaturas para cada tipo de chá:

  • Brancos: entre 70ºC e 80ºC, por 2 a 4 minutos;
  • Verdes e amarelos: entre 70ºC e 85ºC, por 3 a 4 minutos;
  • Oolongs (chá Chinês, entre o verde e o preto): entre 75ºC e 85ºC, por 3 a 4 minutos;
  • Pretos: entre 80ºC e 95ºC, por 3 a 5 minutos.

Já as infusões de outras ervas podem variar bastante, porém geralmente são preparadas com água em ponto de fervura.

Há sabores que “caem melhor” para cada temperatura e estação do ano? 

“Esta é uma questão bem pessoal. Para mim, o mais importante é a harmonia com o momento e o menu que acompanha o chá, mais que o clima ou estação”, comenta a especialista. Muitas pessoas consomem chá quente também no verão.

Spengler comenta que vale começar o dia com chá preto, por ser altamente estimulante. “Há uma variedade incrível, dos mais delicados (como os originários de Darjeeling, na Índia) aos mais intensos e marcantes (como os tradicionais belns ingleses)”, afirma.

O chá quente também serve para acompanhar as refeições principais – almoço e jantar – trazendo a sensação de saciedade, tanto pelas possibilidades de harmonização quanto com a digestão, claramente facilitada.

Há porcelanas mais indicadas para servir cada tipo de chá?

Existe uma infinidade de louças, dos mais variados materiais. A escolha do bule é muito importante: os de metal (ferro, prata) e os de vidro perdem calor com mais rapidez, isso deve ser levado em conta. E a cerâmica mantém a temperatura por mais tempo que a porcelana.

Há quem prefira servir cada chá com o enxoval de origem:

  • Chás ingleses em mugs, grandes e borda grossa;
  • Os chineses em xícaras sem asa, de porcelana chinesa ou cerâmica esmaltada;
  • Para o chai indiano, copos de barro;
  • Para os chás pretos, preparados em temperatura mais alta, utilize xícaras com “boca maior”, normalmente com asa, de porcelana ou vidro;
  • Para os oolongs, xícaras sem asa, pequenas e com a boca mais estreita;
  • Para os verdes e brancos, xícaras menores (menos de 100 ml), de porcelana ou cerâmica.

E então, o que achou de nossas dicas sobre chás? Para ficar por dentro sobre todas as novidades desse tema e de todos os assuntos relacionados a estabelecimentos de alimentação fora do lar, acompanhe as nossas atualizações aqui no blog da Fispal Food Service. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *