Marketing

Comunicação visual atrai e até fideliza clientes em restaurante

Comunicação visual atrai e até fideliza clientes em restaurante

Com a oferta cada vez maior de opções nas grandes cidades, os clientes se tornam fiéis de bares e restaurantes por meio de bons pratos e atendimentos de excelência. Porém, antes disso tudo, precisam fazer sua escolha. E como fazer isso?

Na grande maioria dos casos, a escolha acontece ainda na rua ou na praça de alimentação de um shopping. Assim, entre tantas opções, o consumidor se atrai por aquele visual que mais o atraia e desperta uma sensação desejada.

Para sua escolha, o cliente opta pelo lugar onde se sente acolhido e tem toda a sua parte sensorial aguçada. Ele quer despertar seu paladar com um bom prato, além de sentir aquele cheirinho gostoso, mas ele também quer estar em um lugar visualmente bonito, aconchegante e confortável.

Dessa forma, cuidar do apelo visual deixou de ser somente um diferencial, e passou a ser praticamente uma questão de “sobrevivência” de qualquer estabelecimento que vise competitividade.

Como a comunicação visual pode impactar positivamente o cliente?

O objetivo de todo estabelecimento é vender, certo? Dessa forma, a principal meta da comunicação visual será vender o restaurante ou o bar (o que ele se propõe a oferecer). Uma boa comunicação visual será o ponto de partida para que o estabelecimento tenha destaque em meio de tantas outras opções que se apresentam ao consumidor.

A comunicação visual é a forma de dar visibilidade ao consumidor, dos valores da sua marca e das premissas da empresa”, diz Cristina Souza, diretora executiva da Libbra Consultoria. Tal comentário é complementado por Carla Lupinacci, da Lupinacci Arquitetura. “A comunicação no estabelecimento é o primeiro contato do cliente com a marca, onde ele percebe e aguça os sentidos”.

Cristina completa dizendo que “a comunicação visual deve ser a expressão da marca, porém deve ser adequada a um público-alvo, devendo oferecer clareza”. Assim, antes de pensar na comunicação visual, saiba qual é a sua identidade e busque saber o que seu cliente deseja.

E negativamente? Qual pode ser o impacto que uma comunicação visual errada pode trazer?

Em resumo, uma estratégia de comunicação visual falha poderá espantar a clientela. A fachada é a primeira impressão que o consumidor tem sobre qualquer marca. Caso haja uma estratégia ruim por trás da comunicação visual da fachada do restaurante, possivelmente o cliente nem se interessará e tenderá a escolher outro seja mais atrativo visualmente.

Há casos também onde o cliente até entra no restaurante, porém não se sentirá bem no ambiente, o local não é tão limpo ou é mal sinalizado e a decoração não está em sintonia com o ambiente, induzindo-o a escolher outro restaurante em outras oportunidades. Assim, além da fachada, faz-se essencial que se realize uma boa comunicação visual nono interior do restaurante.

Comunicação adequada no restaurante: o que é preciso para que seja eficiente?

A comunicação visual do estabelecimento é composta basicamente por comunicação externa (fachada) e comunicação interna, que vai desde o cardápio, passando pela decoração e correta sinalização. Para Cristina “é preciso estudar todos os pontos de contato com o consumidor e aplicar a comunicação na medida certa”.

Considerando a comunicação interna e externa de qualquer estabelecimento, Carla dá algumas dicas.

A fachada precisa:

  • Estar em sintonia com a identidade visual e imagem da empresa;
  • Ter contraste das cores;
  • Os letreiros precisam ser visíveis e de acordo com a legislação local;
  • Ter boa iluminação;
  • O projeto de arquitetura também deve estar integrado ao de comunicação visual;

Já na comunicação interna, Carla diz que a sinalização e os cardápios devem seguir o conceito da marca, passando também a mensagem de forma simples e direta.

Um ótimo exemplo de loja que tem uma boa comunicação visual é o Eataly”, aponta Cristina Souza. Isso porque oferece mais fluidez à visita do consumidor, deixando claro a setorização da loja e reforçando seus diferenciais. É um estilo a ser seguido!

Fachada: primeiro contato do cliente com o restaurante

Você percebeu que a fachada foi citada muitas vezes no texto. Fizemos isso de propósito, pois a fachada é a principal responsável pelo primeiro contato entre o cliente e a empresa, e esse contato é visual. Portanto, se ela é convidativa e bonita, a possibilidade do cliente entrar para conhecer é muito maior.

A relação fachada/desejo do cliente se faz muito importante também para restaurantes. Segundo Carla, “nela é vivido o impacto visual e iniciada a relação natural com a marca e com o local”. Dessa forma, deve ser pensada para representar o DNA da marca e resgatar a memória sensorial do cliente.

Já para Cristina Souza, 3 são os elementos essenciais para uma boa fachada:

  1. Material: a escolha adequada do material deve assegurar durabilidade e fácil manutenção do padrão escolhido;
  2. Legilibidade: a escolha da fonte para comunicação é fundamental, sendo sempre importante assegurar que o consumidor consiga fazer uma leitura rápida e adequada dos letreiros.
  3. Intensidade: há de se tomar um cuidado com cores. Fortes demais em ambientes pequenos ou claras demais em ambientes demasiadamente grandes podem ser um problema.

Lembre-se sempre: a comunicação visual é fator preponderante na escolha do consumidor. Nada adiantará ter um ótimo cardápio e um bom atendimento se o restaurante “não chamar a atenção”. A comunicação visual é parte importante do conjunto oferecido aos clientes, portanto sempre considere a sensação positiva que a comunicação do seu restaurante pode trazer.

Gostou do artigo? Esperamos ter ajudado na comunicação visual do seu restaurante. Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *