Inovação

Entenda as vantagens de servir brunch em seu estabelecimento

Entenda as vantagens de servir brunch em seu estabalecimento

Novos comportamentos por parte dos consumidores surgem a cada momento. Nesse caso, nada melhor do que as empresas ficarem sempre de olho nas novidades. Na área da alimentação fora do lar, por exemplo, uma tendência vem surgindo e fazendo com que estabelecimentos de alimentação, como restaurantes, bares e cafés, criem um novo horário para servir uma refeição especial: o brunch.

Mas o que é o brunch, quais as vantagens, as estratégias e como começar a servi-lo? É o que você vai descobrir no post de hoje.

Brunch, o pequeno-almoço essencial para parte da população

Como dissemos no início do post, novos hábitos vão sendo criados de acordo com as mudanças na sociedade. Dessa forma, o mercado gastronômico percebeu que surgiu um grupo de pessoas que, ora acordam bem cedo e procuram por uma refeição no meio da manhã, ora acordam mais tarde, quase na hora do tradicional almoço, e que não abrem mão de uma refeição reforçada, mas com ares de café.

Surge, então, o brunch (junção das palavras inglesas breakfast – café da manhã – e lunch, almoço), também chamado de pequeno-almoço. Os empreendedores perceberam esse nicho e já estão começando a adaptar horários e cardápios para atrair esse público.

O investimento em brunch como estratégia de negócio

Servir brunches em restaurantes, cafés e bares pode ser uma ótima oportunidade de atrair mais clientes e oferecer a eles opções menos rígidas de horários – ainda mais em tempos onde os horários de trabalho estão cada vez mais flexíveis.

Ana Vecchi, consultora especialista em gestão de empresas e sócia-diretora da Vecchi Ancona – Inteligência Estratégica, afirma que aumentar a capacidade de atendimento com horários de consumo estendido menos rígidos, é uma boa estratégia de negócio para esse setor.

“Se até as farmácias passaram a roubar espaço no estômago dos consumidores oferecendo barrinhas, chocolates, entre outros; e as padarias da venda de pães e lanches, há anos vendem refeições, por que um restaurante não deve pensar em formas de aumentar seu fluxo de clientes e possibilidade de faturamento, dentro de um nicho específico? Há de se reinventar, sempre”.

Mas qual será a melhor estratégia para atrair esse público que já consome o brunch e também fazer com que os demais clientes conheçam esse serviço? A consultora é enfática:

Comunicação! E várias formas de comunicação, caudada no relacionamento que já tem com os clientes usando Big Data de forma inteligente e, nesta comunicação, criando promoções, demonstrando benefícios, orientando em como se alimentar melhor, propor eventos e reuniões de empresas usando este horário intermediário, etc”.

O horário do brunch e o cardápio ideal

O brunch geralmente é servido entre as 10h e as 14h, sendo que alguns estabelecimentos optam por servir por tempo indeterminado. Essa refeição pode ser servida tanto como self-service quanto por pratos fechados.

O cardápio ideal de brunch é aquele que combina pratos mais leves servidos no café da manhã com variedades de alimentos mais nutritivos e que sejam capazes de satisfazer a pessoa até o final do dia.

Eis algumas opções de alimentos e pratos:

  • frutas;
  • cereais;
  • iogurtes;
  • bolos;
  • pães;
  • frios;
  • queijos;
  • geleias;
  • ovos;
  • tapioca;
  • carnes;
  • peixes defumados;
  • camarões;
  • panquecas;
  • omeletes bem recheados;
  • tortas doces;
  • salgados;
  • saladas;
  • bruschettas;
  • quiches;
  • etc.

Como opções de bebidas, podem ser servidos café, leite, achocolatado, sucos, chás, espumantes, drinks e água aromatizada.

E então, percebeu como o brunch é uma ótima opção para inovar em seu restaurante e atrair mais público? Então não deixe de considerar implantá-lo em seu empreendimento, não se esquecendo de planejar cada detalhe para o seu negócio crescer de forma sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *